Manchete Regional

Futebol e São João: bem-vindo Hinnes

O futebol profissional está de volta a São João da Boa Vista

Futebol vive no sangue de quem nasceu ou escolheu viver na cidade que revelou Mauro e Bellini, os primeiros capitães a erguerem a taça do mundo para o Brasil.

Mas o futebol jogado profissionalmente estava meio esquecido em São João da Boa Vista e, então, surgiu uma nova proposta. Projeto que promete levar os fanáticos pelo esporte de novo às arquibancadas da cidade dos Crepúsculos Maravilhosos.

Surgiu o Hinnes. Ideia de gente séria. Aparenta que vai vingar. Já causa ansiedade. Crianças já querem jogo. E os mais idosos sonham em ter de volta os tempos áureos da bola rolando.

O futebol de São João da Boa Vista revelou também Mirandinha. O responsável foi o Palmeiras Futebol Clube que viu no jovem velocista uma oportunidade de um bom jogador. Deu certo e foi ele o principal destaque para que o título Paulista da 2ª Divisão de 1979 viesse.

Daqui, Miranda passou por Botafogo, Palmeiras, Portuguesa e NewCasttle (da Inglaterra), sendo o primeiro brasileiro a atuar na terra da rainha e abrindo portas para diversos outros que fizeram sucesso por lá.

Por aqui ainda surgiu Paulinho. Que virou McLaren e foi artilheiro em Santos, Cruzeiro, Internacional e todos os outros times que defendeu. Ele atuou pela Sanjoanense, mesma equipe dos eternos capitães.

Paulinho McLaren, inclusive, chegou a ser cogitado na Copa de 1994 depois de ser goleador do Brasileiro pelo Santos e da Copa do Brasil pelo Inter. Uma lesão teria tirado o sonho de mais um campeão do mundo ser revelado aqui.

Esses fatores históricos é que estimulam o povo de São João a querer de volta o futebol profissional na cidade. A memória para muitos é curta, mas para os sanjoanenses é como se fosse alguém da família.

Por isso o sonho tão perto de ver a pelota rolando no ano que vem gera tal ansiedade.

O projeto, como eu disse, é de gente séria. Centro de treinamento planejado para contar com até cinco campos, alojamentos e completa estrutura de musculação e departamento médico.

 Além disso, ainda este ano, será iniciada a formação das comissões técnicas e elenco das equipes profissional e de categorias de base.

Tudo ideia do zagueiro Marcelo, revelado pelo Santos e atualmente no Besiktas, da Turquia. Ao seu lado estão o advogado Marcio Cruz, especialista em Direito Desportivo, e o ex-atleta Cleber Lima.

Agora resta esperar e ver tudo isso em prática e, principalmente, o jogo sendo jogado pelo mais novo time campeão.

É isso mesmo. É Hinnes, gíria americana que faz referência a quem é vencedor. Já nascemos para a vitória e sonhamos com ela.

Bem vindo, Hinnes!

 

Foto: Internet/G1

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Futebol e São João: bem-vindo Hinnes

Futebol vive no sangue de quem nasceu ou escolheu viver na cidade que revelou Mauro e Bellini, os primeiros capitães a erguerem a taça do mundo para o Brasil.

Mas o futebol jogado profissionalmente estava meio esquecido em São João da Boa Vista e, então, surgiu uma nova proposta. Projeto que promete levar os fanáticos pelo esporte de novo às arquibancadas da cidade dos Crepúsculos Maravilhosos.

Surgiu o Hinnes. Ideia de gente séria. Aparenta que vai vingar. Já causa ansiedade. Crianças já querem jogo. E os mais idosos sonham em ter de volta os tempos áureos da bola rolando.

O futebol de São João da Boa Vista revelou também Mirandinha. O responsável foi o Palmeiras Futebol Clube que viu no jovem velocista uma oportunidade de um bom jogador. Deu certo e foi ele o principal destaque para que o título Paulista da 2ª Divisão de 1979 viesse.

Daqui, Miranda passou por Botafogo, Palmeiras, Portuguesa e NewCasttle (da Inglaterra), sendo o primeiro brasileiro a atuar na terra da rainha e abrindo portas para diversos outros que fizeram sucesso por lá.

Por aqui ainda surgiu Paulinho. Que virou McLaren e foi artilheiro em Santos, Cruzeiro, Internacional e todos os outros times que defendeu. Ele atuou pela Sanjoanense, mesma equipe dos eternos capitães.

Paulinho McLaren, inclusive, chegou a ser cogitado na Copa de 1994 depois de ser goleador do Brasileiro pelo Santos e da Copa do Brasil pelo Inter. Uma lesão teria tirado o sonho de mais um campeão do mundo ser revelado aqui.

Esses fatores históricos é que estimulam o povo de São João a querer de volta o futebol profissional na cidade. A memória para muitos é curta, mas para os sanjoanenses é como se fosse alguém da família.

Por isso o sonho tão perto de ver a pelota rolando no ano que vem gera tal ansiedade.

O projeto, como eu disse, é de gente séria. Centro de treinamento planejado para contar com até cinco campos, alojamentos e completa estrutura de musculação e departamento médico.

 Além disso, ainda este ano, será iniciada a formação das comissões técnicas e elenco das equipes profissional e de categorias de base.

Tudo ideia do zagueiro Marcelo, revelado pelo Santos e atualmente no Besiktas, da Turquia. Ao seu lado estão o advogado Marcio Cruz, especialista em Direito Desportivo, e o ex-atleta Cleber Lima.

Agora resta esperar e ver tudo isso em prática e, principalmente, o jogo sendo jogado pelo mais novo time campeão.

É isso mesmo. É Hinnes, gíria americana que faz referência a quem é vencedor. Já nascemos para a vitória e sonhamos com ela.

Bem vindo, Hinnes!

 

Foto: Internet/G1

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Parceiros

Veja também

sample52
Pedro Magalhães
Pedro Magalhães

E-Sport é esporte sim, e a mídia finalmente reconheceu

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )